DESIGN E SUSTENTABILIDADE SOCIAL: ESTUDO DE CASO DO “REVOADA DAS GARÇAS”

EMPREENDEDORISMO CAPACITAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL Apaixonada por gestão, empreendedorismo, pessoas e desenvolvimento humano, sempre busquei me envolver em projetos...

Angela Designer - 19 de setembro de 2022
DESIGN E SUSTENTABILIDADE SOCIAL: ESTUDO DE CASO DO “REVOADA DAS GARÇAS”



EMPREENDEDORISMO CAPACITAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL

Apaixonada por gestão, empreendedorismo, pessoas e desenvolvimento humano, sempre busquei me envolver em projetos e organizações que causem impacto e transformem realidades.
Vou compartilhar esta experiência com vocês, para mostrar outros caminhos e possibilidades tanto para Geração de Renda, quanto para agregar valores aos produtos.

 

DESIGN:CAPACITAÇÃO FEMININA E INCLUSÃO SOCIAL

 INCLUSÃO SOCIAL

A inclusão social sempre foi tema de minha pesquisa, seja através da capacitação de mulheres, com design, artesanato, e tecnologia.
Acredito firmemente que se aqueles que detiverem conhecimento, não estão dispostos a compartilhar, estaremos fadados a sermos uma Nação de analfabetos.

DESIGN NO ARTESANATO AGREGA VALOR AO PRODUTO

A insatisfação da massificação, em alguns setores do mercado, junto aos processos de globalização, fez com que houvesse uma certa procura por objetos feitos artesanalmente, onde se tenta conciliar a criação, identidade individual e regional, diferença estética, acabamento, usabilidade, durabilidade entre outros.

Embora, haja no mercado atual, a procura de tais produtos, existe uma necessidade de aprimoramento do trabalho manual para suprir tanto as necessidades estéticas quanto as de produção, bem como a adequação dos produtos às exigências conceituais deste mercado, que abrangem até mesmo a preocupação com o meio ambiente, e a responsabilidade social.

Vou compartilhar esta experiência com vocês, para mostrar outros caminhos e possibilidades tanto para Geração de Renda, quanto para agregar valores aos produtos.

 

ESTUDO DE CASO DO GRUPO REVOADA DAS GRAÇAS, MARATÍZES /ES

Esta capacitação foi muito diferente , a começar pelo público alvo: direcionado para artesãos local depois da realização de um diagnóstico realizado pela Secretaria nos produtos artesanais da cidade de Marataízes.

Como os artesãos eram ligados à uma Associação, não compareceram, por motivos particulares , propus aos poucos que compareceram convidarem pessoas que estivessem precisando de trabalhar, consequentemente sem domínio algum de qualquer técnica artesanal. Esta característica foi toda minha motivação, e meu combustível para vencer as barreiras posto que 60% eram analfabetos.

Além do conteúdo programático oferecido pelo curso do SETADES (Secretaria de Trabalho do ES), foi feita pesquisa iconográfica da região, de onde nasceu o nome do grupo: “Revoada das Garças” – referência ao fenômeno local, quando ao entardecer as garças, que só se procriam e cuja espécie só é encontrada nesta região, voam de volta dos pastos para as vegetações do mangue.

Nesta pesquisa tive a preocupação de identificar pelos interiores pessoas que trabalhavam com a fibra de taboa e fizemos o convite para fazerem parte do grupo, desta forma a técnica seria do local e não “repassada” por algum outro artesão de outra região, para que não se perdesse a identidade regional.

 

OFICINA DE TÉCNICAS DE TRANÇADO EM TABOA

Assim, também foram oferecidas as técnicas de trançados em fibra de taboa, matéria prima abundante na região. Desta forma, conseguimos manter a tradição da técnica porém em forma de produtos atuais.
Desenvolvemos ainda um catalogo de cores, para que soubessem na pratica como se formam.

 

RESULTADOS ALCANÇADOS INTANGÍVEIS

AUTO ESTIMA

Indescritível… Como descrever o brilho nos olhos, as lágrimas correndo pelas faces durante um sorriso, palavras de gratidão e abraços?
Novos conhecimentos, desenvolvimento e ampliação dos horizontes do mercado de trabalho, despertou a empreendedora dentro de cada uma…

RESULTADOS ALCANÇADOS TANGÍVEIS

PRODUTOS

Produtos: Desenvolvemos produtos utilitários, que terá aceitação no mercado, devido ao design arrojado, à novidade da matéria prima, ao esmero dos artesãos no acabamento, ao valor acessível e sobretudo pelo encantamento que causa ao olhar: rasteirinhas e tamancos femininos

CONCLUSÃO

Não eram artesãos, não possuíam habilidade alguma e, 180 hs depois, eram capazes de produzir sandálias, com esmero e acabamento de primeira!!!
As sandálias foram produzidas e vendidas, e isso elevou e fortaleceu a alma de todos.
Desafios e Oportunidades para os cidadãos no presente e no futuro: A partir do resultado do curso de Design e Acabamento de Produtos Artesanais, o grupo “Revoada das Garças”, foi lançado no mercado através da “Feira Itinerante do Programa de Artesanato Brasileiro / E.S.

 

Ações dos próprios cidadãos para o seu desenvolvimento

Um grupo de pessoas que nunca haviam trabalhado com artesanato. Envolveram-se com motivação e cumpriram todas as tarefas propostas durante a oficina. Mobilizaram-se e já estão se reunindo para trabalharem em grupo, porque apreenderam a questão da produtividade para atender o mercado. Já estão criando sandálias além das criadas durante a oficina, num claro processo de evolução.

Cases assim, me inspiram e me comovem…

Lagrimas escorrem por meu rosto ao escrever lembrando cada momento, cada dificuldade, cada riso, cada carinho recebido desses doces de pessoas, amigas que fiz pelo Estado afora…

Hoje, como empreendedora social, designer de interiores e home stager, busco transformar a realidade da vida das mulheres no Brasil, oferecendo cursos, dando dicas de empreendedorismo, moda e beleza.

Meu objetivo é desenvolver este trabalho em outros outras cidades, Estados Do Brasil, porque o momento que a humanidade atravessa, é de transição, e nunca foi tão urgente a capacitação de pessoas, para sustento com honra.

Seria um sonho? Ou uma possibilidade?
Gostaram? Deixem aqui sugestões, comentários, e ou convites!!!

Cordialmente,

Angela Camolese Nespoli
Designer de Interiores e Home Stager