O QUE É INTELIGENCIA ARTIFICIAL

A Inteligência artificial é a capacidade de dispositivos eletrônicos funcionarem de maneira que lembra o pensamento humano, ou seja,...

Angela Designer - 6 de junho de 2022
O QUE É INTELIGENCIA ARTIFICIAL



A Inteligência artificial é a capacidade de dispositivos eletrônicos funcionarem de maneira que lembra o pensamento humano, ou seja, perceber variáveis, tomar decisões e resolver problemas. Enfim, operar em uma lógica que remete ao raciocínio humano.

 

1. INTELIGÊNCIA HUMANA  X ARTIFICIAL

Inteligência é a faculdade de entender, pensar, raciocinar e interpretar.

Habilidade de aproveitar a eficácia de uma situação e utilizá-la na prática de outra atividade

Capacidade de resolver situações novas com rapidez e êxito, adaptando-se a elas por meio do conhecimento adquirido.

Artificial é algo que foi produzido pelo homem, por arte ou indústria humana e não por causas naturais.

Enfim, a inteligência artificial é desenvolvida para que os dispositivos criados pelo homem possam desempenhar determinadas funções sem a interferência humana. Precisamos compreender que, ainda que as pessoas vejam nos computadores e demais dispositivos o potencial para aprender e tomar decisões de seus dias a dia, a Inteligência Artificial e a Inteligência Humana são coisas completamente diferentes, mas que, unidas de forma inteligente, podem trazer grandes resultados.

 

2. QUAIS AS FUNÇÕES  E APLICAÇÕES DA INTELIGENCIA ARTIFICIAL

1. Chatbots:  usam a IA para entender os problemas dos clientes mais rapidamente e fornecer respostas mais eficientes

2. Assistentes inteligentes: usam a IA para analisar informações críticas de grandes conjuntos de dados de texto livre para melhorar a programação.

3. Mecanismos de recomendação: fornecer recomendações automatizadas para programas de TV com base nos hábitos de visualização dos usuários.

Ou seja,  a IA está mais relacionada ao processo e a capacidade de pensamento superpoderoso e a análise de dados do que a qualquer formato ou função em particular, não pretende substituir os seres humanos. Seu objetivo é melhorar significativamente as habilidades e contribuições humanas. Isso faz dela um ativo de negócios muito valioso. Aliás, a IA, está diretamente ligada à inteligência do homem que a programou. Quem de nós, não passou raiva com as I.A do serviço de telefonia? De Internet? De gás, bancos? Péssimos serviços prestados até agora, pelo menos no Brasil.

 

3.IMPACTO NO MERCADO DE TRABALHO

Há diversas ocupações estão perdendo espaço para a inteligência artificial, que está em rápido desenvolvimento. 

1. Operador de telemarketing: com bots cada vez mais inteligentes, os computadores serão capazes de solucionar problemas dos usuários  e atendimento não precisará mais ser realizado por uma pessoa;

2. Corretores de Imóveis: com plataformas digitais integradas gradativamente mais inteligentes, a busca por casas ou apartamentos não necessitará mais de um corretor, por exemplo, há construtoras que permite que seus clientes visitem apartamentos remotamente através de um robô presente fisicamente no imóvel; agora… Realizar vendas, são outros “quinhentos”, pois nada supera a sensibilidade e criatividade humana.

3. Caixa bancário: com a popularização e constante desenvolvimento dos serviços bankline, a necessidade de um operador de caixa para a realização de transações é cada vez menor.

 

4. IMPACTO NO TRABALHO INTELECTUAL?

O mesmo está acontecendo com processos mais complexos, com gigantes da tecnologia por trás disso.

1. Interpretar laudos médicos: supercomputador da IBM: capaz de interpretar laudos médicos,  uma vez que ele é capaz de interpretar dados, localizar evidências e gerar hipóteses. Confiaria? Eu jamais confiaria num diagnóstico feito por uma máquina, idealizada por “especialistas”, e big farms.

2. Elaborar processos jurídicos :

3.  Realizar atendimento em call-centers,

4. Edição de fotos: O Google também está desenvolvendo sistemas de inteligência artificial que já conseguem editar fotos.

5. Criar conteúdo jornalístico para a imprensa: perigoso, pois teremos apenas a versão deles, manipulação facilitada. Devemos ter Cautela…

Outra inovação que vem ganhando força é a condução autônoma. No começo da década, ninguém falava em carros autônomos. Graças ao desenvolvimento de tecnologias que combinam hardware e software, brigando entre si para uma delas tornar-se a pioneira. Tudo isso em menos de oito anos.

 

5. IMPACTO NA VIDA DOS SERES HUMANOS

A grande pergunta :se a evolução da IA está estritamente ligada ao futuro dos empregos e como vivemos em sociedade, o que sobrará para nós humanos?

Uma vez que somos nós quem os construímos, fica clara a relação de interdependência, e é de extrema importância que vejamos a Inteligência Artificial como nossa aliada, não como substituta à inteligência humana. Por mais que a IA seja capaz de nos mostrar o quanto pode otimizar e até substituir nossas funções, ela não deve ser considerada como uma solução única

É necessário estar ciente de como a inteligência artificial irá influenciar diretamente e indiretamente as carreiras para, então, investir em competências capazes de fazerem ambas as partes andarem lado-a-lado em meio a toda a evolução tecnológica, por motivos óbvios, pois as Inteligências Artificiais são rápidas, da mesma forma que um liquidificador tritura mais rápido que um “pilão”, são mais precisas e consistentemente racionais, mas não são intuitivas, emocionais ou culturalmente sensíveis! Nunca possuirão a capacidade de solucionar uma variante que não está na programação, como nós seres humanos. Precisamos compreender que, ainda que as pessoas vejam nos computadores e demais dispositivos o potencial para aprender e tomar decisões de seus dias a dia, a Inteligência Artificial e a Inteligência Humana são coisas completamente diferentes, mas que, unidas de forma inteligente, podem trazer grandes resultados.

Bem, minhas queridas leitoras, espero ter contribuído um pouquinho mais para clarear este novo cenário que está no horizonte, bem próximo. Conto com seus comentários e percepções para enriquecer ainda mais nosso entendimento.

Forte abraço!

Cordialmente,

Angela Camolese Nespoli

Designer de Interiores e Home Stager