QUAL O IMPACTO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NA VIDA DAS MULHERES?

A inteligência artificial (IA) está cada vez mais presente em nossas vidas, seja por meio de assistentes virtuais, como...

Angela Designer - 4 de julho de 2022
QUAL O IMPACTO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NA VIDA DAS MULHERES?



A inteligência artificial (IA) está cada vez mais presente em nossas vidas, seja por meio de assistentes virtuais, como o Google Assistente ou o Siri, ou por meio de recomendações de produtos em lojas on-line. Mas qual o impacto da IA na vida da mulher?

O primeiro impacto está na questão da ocupação profissional. Segundo dados do IBGE, as mulheres ocupavam cerca de dos empregos formais no País. Entretanto, elas ainda recebem um salário médio inferior ao dos homens, mesmo quando exercem as mesmas atividades. Com a chegada da inteligência artificial, esse cenário deverá mudar, atingindo também os homens.

A inteligência artificial está se tornando cada vez mais sofisticada e capaz de realizar tarefas sofisticadas, como analisar dados e tomar decisões. Por isso, empresas estão começando a colocar robôs para trabalhar ao lado das mulheres, o que significa que elas serão capazes de exercer qualquer tipo de atividade, seja qual for o seu nível de sofisticação.

Por exemplo, a empresa de tecnologia Uber está testando um sistema de avaliação de motoristas que irá considerar os dados de performance de ambos os sexos. Dessa forma, será possível avaliar se as mulheres estão sendo prejudicadas por causa do seu gênero.

Outro impacto da inteligência artificial na vida da mulher  está  na questão do cuidado com os filhos. Atualmente, a maioria das mulheres ainda é responsável pelo cuidado com os filhos e essa responsabilidade acaba impactando negativamente na carreira  profissional. Com a chegada da inteligência artificial, isso deverá mudar.

 Por exemplo, a empresa norte-americana Nanno está desenvolvendo um robô que é capaz de cuidar de bebês. Esse robô será capaz de realizar todas as tarefas relacionadas ao cuidado com os bebês, como dar banho, trocar fraldas e dar comida. Assim, as mulheres poderão trabalhar fora de casa sem se preocupar com o cuidado dos filhos.

A inteligência artificial está, cada vez mais, se tornando parte da nossa vida. Empresas estão colocando robôs para trabalhar ao lado das mulheres, o que significa que elas serão capazes de exercer qualquer tipo de atividade.

Mas, a inteligência artificial também não está ajudando a reduzir a discriminação de gênero no mercado de trabalho, como promete a Agenda 2030 da ONU?

“À medida que as mulheres não são encorajadas a seguir carreiras relacionadas à tecnologia e às ciências exatas, fatores como a automação e a inteligência artificial as afetam de maneira desproporcional no mercado de trabalho. ”

É o que alerta o Fórum Econômico Mundial em uma pesquisa publicada na Revista Época/negócios.

Elaborado anualmente, o estudo tem como objetivo identificar e discutir as formas de diminuir a disparidade de gênero ao redor do mundo. Para isso, são avaliadas desde fatores ​​socioeconômicos até políticos e culturais.

“Segundo os resultados, a automação de certos trabalhos afetou muitos papéis tradicionalmente ocupados por mulheres. Enquanto isso, elas continuam a ter baixa representatividade nas áreas relacionadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática – o que as distancia da crescente aplicação da IA nos mercados. De acordo com a pesquisa, as mulheres representam, hoje, 22% dos profissionais de IA. A diferença é três vezes maior do que em outras indústrias. “Em uma época em que as habilidades humanas são cada vez mais importantes e complementares à tecnologia, o mundo não pode se permitir se privar do talento das mulheres em setores nos quais o talento já é escasso”, destaca o estudo. Revista Época/negocios

Chamo a atenção porque segundo o site da ONU, o Objetivo 5 da Agenda 2030, diz:

OBJETIVO 5.  ALCANÇAR A IGUALDADE DE GÊNERO E EMPODERAR TODAS AS MULHERES E MENINAS.

5.1 Acabar com todas as formas de discriminação contra todas as mulheres e meninas em toda parte

5.2 Eliminar todas as formas de violência contra todas as mulheres e meninas nas esferas públicas e privadas, incluindo o tráfico e exploração sexual e de outros tipos

5.3 Eliminar todas as práticas nocivas, como os casamentos prematuros, forçados e de crianças e mutilações genitais femininas

5.4 Reconhecer e valorizar o trabalho de assistência e doméstico não remunerado, por meio da disponibilização de serviços públicos, infraestrutura e políticas de proteção social, bem como a promoção da responsabilidade compartilhada dentro do lar e da família, conforme os contextos nacionais

5.5 Garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, econômica e pública

5.6 Assegurar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva e os direitos reprodutivos, como acordado em conformidade com o Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento e com a Plataforma de Ação de Pequim e os documentos resultantes de suas conferências de revisão

5.a Realizar reformas para dar às mulheres direitos iguais aos recursos econômicos, bem como o acesso a propriedade e controle sobre a terra e outras formas de propriedade, serviços financeiros, herança e os recursos naturais, de acordo com as leis nacionais

5.b Aumentar o uso de tecnologias de base, em particular as tecnologias de informação e comunicação, para promover o empoderamento das mulheres

5.c Adotar e fortalecer políticas sólidas e legislação aplicável para a promoção da igualdade de gênero e o empoderamento de todas as mulheres e meninas em todos os níveis

O BLOG DÁ A DICA DE MULHER

Diante deste panorama, o papel da mulher neste momento chama-se: empreender a si mesma com urgência: estudar, capacitar-se e especializar-se não importando a idade que tem. Preparando-se para o futuro que está no próximo mover do relógio. Fiquem de olho nos nossos cursos e dicas!

É impossível acreditarmos nesta agenda e no FEM!

É impossível estudarmos esta Agenda e não olhar para nossas vidas e analisar a promessa x realidade!

Acabamos de presenciar a prisão de Ghislaine Maxwell por tráfico de crianças! Pegou por 30 anos de cadeia, MAS, deixaram de FORA todos os HOMENS que participaram deste crime!

É impossível continuar na mesma pegada que vínhamos anos atrás. Precisamos urgente saber quem nós somos, e conhecer nossos limites. A partir daqui, começar o empreendimento de “ser”, e então especializar e atualizar nas áreas que queremos e precisamos.

Afinal, somos mulheres, mas acima de tudo, somos seres humanos, criados a imagem daquele que nos criou. O único ser falante deste planeta. Vamos nos preparar e ir pra cima!

Nenhuma IA conseguirá ser melhor que o ser humano que a criou. E cá entre nós, a experiencia com elas até hoje, foi simplesmente de amargar. Ou há aqui uma só empoderada, que ama falar com as IA, das empresas de telefonia? celulares?

H o r r o r o s a s !!!

Uma abraço para todas corajosas e empoderadas pelo poder do alto! Porque Ele nos capacitará, e venceremos!

Cordialmente,

Angela Camolese Nespoli

Designer de Interiores e Home Stager